Pesquisa RACISMO EMPREGO e JUVENTUDE em Niterói e São Gonçalo

Em Niterói (RJ) 32,7% dos jovens entre 15 e 29 anos está desempregado, mais do que na Síria em plena guerra civil, e em São Gonçalo (município vizinho), 34,7% da juventude não tem emprego, uma taxa maior do que a registrada entre os jovens do Haiti, país mais pobre das Américas. Em Niterói, a situação é ainda pior para os jovens autodeclarados pretos: 48% está sem emprego. As mulheres pretas constituem a única parcela da juventude na qual há mais desemprego (53%) do que emprego (47%). Em ambas cidades o desemprego afeta também mais da metade dos mais jovens, entre 15 e 19 anos.
Anos de trabalho junto a jovens de classes populares de ambas as cidades, em Programas com a Central Solidaria de Oportunidades, têm demonstrado que a dificuldade de acesso dos jovens negros ao mercado de trabalho não possui relação com o grau de qualificação, competência ou experiência demonstrada, mas com o “perfil”. Esta experiência e a pesquisa que aqui divulgamos mobilizou um conjunto de 34 organizações a lançar as campanhas [r+H] recursos Mais Humanos e #QualPerfil?

Acesse a pesquisa aqui
O trabalho, a competência e a criatividade não têm cor, o preconceito aprendido sim. Não deixe o preconceito limitar sua produtividade nem impedí-lo de ter os melhores colaboradores!

[r+H] Recursos Mais Humanos - enfrentando a discriminação e promovendo a equidade racial no mercado de trabalho

[r+H] É uma mobilização da sociedade pela empregabilidade da juventude e a superação do racismo estrtural no mercado de trabalho. Trata-se de uma iniciativa da ONG BemTV com a Frente Papa Goiaba com o apoio da União Europeia, que foi lançada como desdobramento de pesquisa recente cujos dados apontam que quase 50% dos jovens negros de cidades como Niterói e São Gonçalo estão desempregados. Esta realidade invisível e naturalizada, está mobilizando pessoas e organizações para sensibilizar, criar consciência e superar este problema que afeta o mercado e a sociedade.

Nas pesquisas mais de 90% das pessoas reconhecem a existência de um racismo institucional que afeta a empregabilidade da juventude, entretanto, o mesmo percentual não se vê como racista. Onde está o racismo que naturaliza a exclusão de jovens negros, independente do seu grau de escolaridade, formação ou experiência?

Seu depoimento é importante. Se o seu negócio ou empresa faz diferente, se seu departamento de Rh ou de Responsabilidade Social está preocupado com a questão, comente e partilhe, a campanha de mobilização dará visibilidade a sua experiencia. Boas práticas podem contaminar positivamente outros empregadores.

Não deixe o preconceito limitar sua produtividade nem impedi-lo de ter os melhores colaboradores!

Promover a equidade nos negócios não é caridade nem assistência, é a base do desenvolvimento socioeconômico sustentável

“O Racismo no Brasil é Sofisticado”

Presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB Niterói fala sobre a recente regulamentação das cotas em concursos públicos municipais.

Ler mais

Concurso em Niterói COM Cotas para Negros

Concurso em Niterói com cotas para negros: agora sim!!! Decisão judicial garante as cotas raciais no concurso da secretaria municipal de saúde.

Ler mais

A geração de intelectuais negros que as políticas afirmativas ajudaram a formar

Eles ingressaram no ensino superior graças às cotas, ao Prouni e ao FIES; e agora apresentam rica produção acadêmica e cultural

Ler mais

Agência de Comunicação Popular Jovens Comunicadores!

Vem conhecer a formação para Agência de comunicação popular organizada pela BemTV!

Ler mais

Maju e a polêmica em torno da 1a apresentadora negra do JN

O que significa que após tantos anos de TV só agora uma mulher negra assuma a bancada do jornal mais importante do país?

Ler mais

Por que ainda é tão difícil ver negras executivas no Brasil?

Pesquisa do Instituto Ethos mostra que apenas 0,4% dos cargos de CEO no Brasil são ocupados por elas.

Ler mais

Desigualdade Racial custa R$1trilhão ao país

Desigualdade racial custa R$1trilhão ao país. Negros ganham em média metade do que ganham brancos.

Ler mais
A equidade racial pode e deve ser promovida em todos os níveis, desde as entrevistas ao desenvolvimento profissional

Ausência de políticas acentua desigualdade social no mundo empresarial

Antropólogo Pedro Jaime: ausência tanto de ações afirmativas do poder público e de medidas corporativas acentuam marginalização de negros nas grandes empresas do país.

Ler mais

Mais Negros e Negras nas Grandes Empresas

Mais negros e negras nos programas de estágio e trainee: a médio prazo isso significa mais diversidade na direção das empresas

Ler mais

Equidade racial e de gênero no trabalho é pauta urgente

Equidade racial e de gênero no trabalho é pauta urgente: menos de 5% dos executivos em empresas são negros.

Ler mais

Niterói e São Gonçalo tem 1/3 de juventude desempregada, negros são os mais atingidos

Com um terço de sua juventude desempregada, Niterói e São Gonçalo aumentam essa taxa para quase metade quando se trata da juventude negra.

Ler mais

Concurso em Niterói sem Cotas para Negros.

Ano novo, prefeito novo, problema velho: mesmo após a regulamentação do estatuto da igualdade racial, concurso em Niterói ignora cotas para negros.

Ler mais

Magazine Luiza e o Racismo Reverso

Ao lançar um programa de trainee exclusivo para negros a gigante do varejo foi acusada de “racismo reverso” (coisa que, aliás, não existe).

Ler mais

Nádia Rebouças, por recursos mais humanos

A destacada consultora de empresas em RH e comunicação interna faz apelo pela superação do racismo estrutural

Ler mais

VÍDEO-DEPOIMENTOS

Assista relatos em primeira pessoa de quem não esteve no “perfil”, e descubra qual o “corre” deles.

Acesse aqui

BAIXE O KIT DA CAMPANHA

E junte-se a nós nessa mobilização! Vamos tirar juntos o racismo estrutural da invisibilidade!

Acesse aqui

Mãe não é o perfil?

Demissão e baixa participação no mercado formal é o que parece estar reservado para a mulher que trabalha e se torna mãe.

Ler mais

#Qualperfil? – por equidade racial no trabalho

#Qualperfil? – por equidade racial no trabalho. Conheça o movimento que atua em Niterói e São Gonçalo

Ler mais

Mercado de trabalho perde oportunidade ao negar possibilidades a trabalhadores negros

Matéria ajuda a entender contexto que faz com que senso comum racista imponha critérios distorcendo relações laborais.

Ler mais